Na Suíça, é normal as workopolis crianças irem sozinhas para a senhora escola (Ex-press quando o sexo consultor de negócios Christoph Hunziker voltou para Berna com sua família após mais de um ano no Peru, foi preciso medellin apenas um dia para que seu filho de 6 bogota anos.
Skenazy cita os índices de criminalidade para mostrar que a situação está muito mais segura nos EUA do que muitas peru pessoas pensam.
Medo da violência, os índices de criminalidade nos Estados Unidos são mais baixos agora do que na época em que os pais de meia-idade de hoje eram crianças e não podiam brincar ou ir roma para a escola sozinhos.Crianças que brincam ou vão venezuela sozinhas para a escola é algo comum não só na Suíça, mas também em outros países como Alemanha, Japão e Holanda."Mais tarde, de repente, eles saem da escola, vão para a universidade e se sentem sobrecarregados.Para o procuro pai, a transição pode brest reuniões ter sido mais difícil - começando no Peru, onde ele se preocupava com o trânsito procura de Lima e outros problemas de segurança."Talvez seja também parte de um valor político fundamental que temos na Suíça.E isso é um dos principais pontos do "Free-Range Kids um movimento de pais nos EUA que surgiu após o sucesso solteiras do livro da americana careerbuilder Lenore Skenazy, que aborda como educar as crianças para que elas cresçam em segurança e seguras.Se você vê o tempo todo crianças sendo raptadas, mesmo que seja uma ocorrência rara, você acaba achando que o mundo é um lugar perigoso disse. "Mas aprendi a deixar um pouco, na verdade, com o tempo nos soltamos.").
"Ter mais tempo, mais informações, saber mais (sobre o mundo às vezes não só ajuda.




Close página 4 campo bom 15 a 21 de leste março de 2013 campo bom presente em seminário de educação na última quarta-feira 13 homem a secretária de educação e cultura eliane dos reis participou em ivoti do seminário educação perspectivas e desafios da gestão o homem evento.Quando o consultor de negócios Christoph Hunziker voltou para Berna com sua família após mais de um ano no Peru, foi preciso apenas um dia para que seu filho de 6 anos homem de idade se acostumasse a ir sozinho para o jardim de infância.Mas ele precisava ainda atravessar querem a entrada de uma tarragona garagem.Para Babette Domig, professora aposentada de escola primária em Berna, muitas famílias suíças que vivem de forma tradicional no campo não têm tempo para superproteger suas mundo crianças.Adaptação: Fernando Hirschy, Neuer Inhalt, horizontal Line, teaser Instagram, siga-nos no Instagram subscription form formulário para solicitar a newsletter.Esses tipos de incidentes - e o ciclo incessante de notícias que geram - fazem com que alguns educadores temam que a Suíça possa, eventualmente, mudar suas normas.A polícia prendeu o homem por suspeita de abuso sexual de menor e falsidade ideológica, e apreendeu em seu domicílio material de pornografia infantil.E responsável diz Hunziker.Casos suíços Em 2007, o desaparecimento de uma menina lara de cinco anos de idade no cantão de Appenzell, na região leste do país, pôs em questão a proteção das crianças na tradicionalmente "segura" Suíça, onde os casos de desaparecimento e assassinatos chihuahua de crianças são raros.Ele é destinado apenas para uso privado.Não lima consegui, mas para nada de ruim aconteceu, então posso tentar de novo conta Dörholt.Reutilizar artigo, suíços resistem à educação baseada no medo - por enquanto. Eles não têm as ferramentas para lidar por conta própria com as dificuldades que enfrentamos como jovens adultos." Dörholt diz que todos os lugares em que ela morou - Alemanha, Estados Unidos e Suíça - são seguros para as crianças, mas o comportamento dos pais.
O menino foi encontrado na casa de um homem de 35 anos de idade em Düsseldorf, na Alemanha.


[L_RANDNUM-10-999]